mensagens instântaneas

computador2

 

Nos conhecemos na Internet. Nunca tinha acontecido comigo e sempre achei bizarro quando ouvia alguma história de relacionamentos apenas virtuais, mas eu simplesmente não sei explicar o porquê de ter ficado apaixonada por ele em tão pouco tempo.

            A verdade é que nunca me apaixono e adoro viver assim, mas nessa época eu fazia de tudo para chegar em casa e me conectar só para conversarmos sem parar até precisar ir para a cama. Sem ele.

            Nunca fui enganada, nunca tive esperanças, mas isso não me impedia de fantasiar nossos encontros e conversas ao vivo. Parecia uma adolescente beirando os 40.

            No meu aniversário de 38 anos, tomei coragem e o convidei para uma festa que não existia. Ele disse que viria, e minha vida parou só para planejar nosso final de semana de amor. Eu tinha certeza de que tudo seria perfeito e seríamos felizes para sempre por dois dias.

            Na quinta-feira à noite, ele ligou dizendo que não poderia mais vir. Disse que entendia, mas fiquei arrasada. Foi meu pior aniversário. Pior até do que o de 6 anos, quando perdi meu cachorrinho. Achei que fosse entrar em depressão, porque sou como criança quando as coisas não saem do jeito que planejei. E eu tinha esquematizado até o jeito que eu sorriria ao recebê-lo no aeroporto.

            Brigamos na madrugada e passei o resto da semana mal. Fiz pirraça e não entrava na rede para não cair em tentação de fazer as pazes. Ele também não demonstrou que faria contato novamente, o que me deixou ainda pior. Era incrível, pois o relacionamento era como qualquer outro, apenas o suporte era novo para mim.

            Foi ruim perceber que minha vida tinha se resumido àquela tela de LCD no meio da minha sala, mas, ao mesmo tempo, não conseguia me desligar do que ela me proporcionava.

            Ele me ligou de novo. Dessa vez me pediu desculpas, mas eu disse que não tinha por que se desculpar. Meu coração batia descompassadamente. Continuei dizendo que a culpa era minha, eu tinha confundido e hiperdimensionado tudo – absolutamente civilizada. Ele ficou em silêncio e me respondeu com a voz embargada, para a minha surpresa, que a confusão era de ambos, já que ele não conseguia fazer outra coisa a não ser pensar em mim, que queria me ver urgentemente, que aquela densidade de relação causou medo nele e falou, falou, falou exatamente tudo o que eu sentia. Da mesma forma e intensidade.

            Desliguei com um sorriso nos lábios. A partir daquele momento me libertei daquela coisa doentia e nunca mais nos falamos.

Anúncios

Um pensamento sobre “mensagens instântaneas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s